sábado, agosto 10, 2013

a fila anda.

Primeiramente gostaria de me desculpar com muitos de vocês que não respondi. Não vou dizer que foi somente a falta de tempo, mas foi também falta de vontade. Não de não querer conversar com vocês, mas de colocar a cabeça e o coração em ordem. Acho que não tive muito sucesso nessa ordenação, mas embora me sinta infeliz, não me sinto desesperado ou desesperançoso. Constatei que a solidão é uma frequente na minha vida pois as pessoas acham que eu sou o Super-Homem, que estou  sempre tão disponível para ajudá-los, a pegar os problemas dos outros nas mãos e avaliar com precisão e racionalidade que - talvez - ninguém acredite que eu não consiga fazer o mesmo comigo.

Nesse interim estive com o Rafa algumas vezes, conversamos muito, declarei (viu, Margot?) meu amor por ele, fiz uma retrospectiva desde o dia em que nos conhecemos e o que eu senti por ele desde o primeiro dia. Ele falou que não quer magoar o Tropeço e todo aquele bolodório que todos nós (inclusive eu) estamos cansados de escutar. Mas me fez muito carinho, me beijou na boca (coisa que não fazia há muito tempo) e riu muito quando eu peguei no pau dele (duro) e perguntei "Essa picanha, é FriBoi?". Sim, eu sou um pouco metido a engraçado, e sempre achei isso o meu grande trunfo de ser o cara extremamente gente boa que sempre fui. Falei pra ele como sentia falta dele dormir, apenas dormir comigo, e ele prometeu que iria dormir de vez em quando. E embora eu já tivesse falado sobre esse assunto aqui e nesse dia eu percebi que ele não tem coragem - ou não desperta a coragem - por eu não estar dentro dos seus padrões de desejo. No outro dia comecei uma dieta super radical, aliada com exercícios diários e hoje (três semanas depois) já perdi dez quilos. Não é viva e nem parabéns, faltam quarenta ainda. Mas o que me instiga, diferente de todas as outras vezes é que sinto raiva. Nenhum doce tem me apetecido, pois mesmo com vontade, lembro do Rafa e sinto raiva.

Parecia que estava tudo bem, né? Mas na semana seguinte azedou. Saímos com um amigo nosso de fora na sexta feira, eu estava crente que ele ia dormir na minha casa, mas ele me pediu para deixá-lo na dele. Retruquei e ele disse que o Tropeço já estava na casa dele. Retruquei de novo porque ele não falou pra ele não ir e me irritei profundamente. Como não estou bebendo, passei o trajeto todo com ele me abraçando, tentando - em vão - se explicar. Naquele momento percebi que ele tem medo de mim. Ele tem medo de me perder e tem medo de dizer não pra mim. Então eu resolvi isso por nós dois e decidi que embora eu vá sofrer mais ainda eu não vou mais atrás dele. Eu vou ultrapassar isso e sobreviver. Por favor, se um dia eu mostrar que eu não cumpri minha promessa, não me critiquem, me amem. Mas eu vou ficar magro e, hoje, minha decisão é ficar magro e não ficar com ele.

No outro dia me entreguei ao meu GP Psicólogo, ele me fez um boquete e gozei litros. Mas saí de lá também com a ideia fixa de me afastar dele também. Queria começar de novo, aproveitar que comecei a gostar do meu novo emprego e tentar mudar tudo.

Na semana seguinte conheci um menino lindo, bem mais novo do que eu, com vinte e um anos. Ele parece meio índio (e é o rapaz da foto), nos esbarramos sem querer e eu o olhei com desejo e fixamente. Ele retribuiu o olhar e perguntei se podia ligar pra ele, ele assentiu que sim. Logo no primeiro encontro saquei qual era a dele, menino bonito, de corpo legal, que arrumar alguém pra sustentá-lo, mas não estou nem aí. Paguei o jantar, mas me recusei a ir pro motel. Queria muito ficar com ele, mas deixei pra uns amassos no carro. Não sei se ele é michê, mas ele tem outra profissão e me pareceu bem trabalhador, ms saquei que gosta de conforto e presentes. Hoje saímos a segunda vez, ou melhor, fui para o pequeno apê dele. Ele me pediu para tirar a camisa e deitar na cama para fazer uma massagem, resolvi ficar logo nu e deitei de bruços. Meu Tupã tirou a roupa também e gelei com o dote dele, era o maior e o mais grosso que já vi ao vivo. Ele beijou meu pescoço, elogiou meu perfume, se deitou em cima de mim e massageou um pouco minhas costas. Me virei, o deixei sentado e me pus a sugar seu pau e lamber seu corpo. Ele me chamou de safado e deixou. Nos curtimos muito e ele perguntou se eu queria ir além, disse que sim. Foi com muita dificuldade que terminamos, consegui aguentar, mas ele me disse que foi o cuzinho mais apertado que ele ja comeu. Ele tem um peitoral maravilhoso e a bunda mais linda que já vi. A mãe dele ligou dizendo que ia passar pra ele ir comprar o presente do pai e ele me pediu pra ir embora. Perguntei se podíamos nos ver de novo e ele disse que sim. Me beijou e saí. Estou aqui extasiado da gostosura que ele é e não vou me incomodar se ele quer presentes e eu posso dar. Vamos nos usar um ao outro, quem sabe ele não é minha cura?

Porque não podemos dar a nós mesmos mais uma chance?

7 comentários:

Margot disse...

Hi King.... rs, concordo contigo.. o Rafa tem medo de perder seu afeto e por isso fica te dando migalhas... Volto a falar... vc sabe que merece mais. Isso ja é suficiente. E legal que vc esta correndo atrás de outras "oportunidades"... vai fundo(ui! Ou não! kkk) ...
Bom estar cuidando mais de voce... Isso, voce merece!

Beijos..

Ps: Bom ter se aberto com o Rafa. Isso é importante, e,
perfil traseiro lindo do tupã...kkk

Ro Fers disse...

O lance é tentar esquecer o Rafa e dar oportunidades para novas pessoas.
Quem sabe esse garoto te ajude a esquecer do Rafa, mas caso ele realmente seja interesseiro, pule fora, pois se você se envolver emocionalmente com ele, vai entrar numa fria...
Abraços!

Douglas Marques disse...

Hello... quanto tempo ! O Raphael Martins morreu mesmo, viu... rs. Você me acha agora no http://tempestade85.blogspot.com.br/

Enfim... essa novela já tem um tempinho, né ? Acho que devemos saber a hora de parar. E quanto à emagrecer, acho válido. Mais por motivos de saúde.

Abcs.

FOXX disse...

meu amigo, ele não tem medo de te perder coisíssima nenhuma! mas nenhuma mesmo! vc acha que ele te ama, que ele não quer vc distante, e isso não é verdade... ele quer é vc alimentando o ego dele. eu sinceramente não entendo, não consigo entender, como vc pode se colocar nesse papel...
vc é um homem maravilhoso, lindo, e esse infeliz não enxerga a pessoa incrível que vc é... olha só esse cara mais novo ai do post, gostoso pra caralho, a fim de vc, e vc sofrendo por causa do Rapha? pára com isso, amigo. pára, por favor.

Otávio disse...

Bom, esta conversa do Rafa eu já li antes, mas ôhh, acho que super acontece, uma hora dá certo ou dá errado de vez e pronto!!!

Estou torcendo pra vc conseguir seguir na dieta... a minha foi pro espaço, academia 2x na semana e olha lá.. mas lendo isto aqui até me deu novo pique!!! Vou tentar recomeçar, só não vai ser amanha pq tenho outros programas.. rs


O bate papo é o da uol sim! Aqui também não é bom, mas se encontrar exceções aí ficar tudo de bom, o negócio é ter paciência e saber que não se ganha todas. Rs

Tava com saudade de vc... juro, vc é por algum motivo o blogayro que mais me identifico e fico morrendo de vontade de saber o que vai acontecer.

Que bom que passou a gostar do emprego!!!

Bom, é isso né...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

só para avisar q voltei ... saudades daqui ...

beijão

Alan disse...

Caramba que saudades que estava de ler algo grande seu! Hahahahaha
Não sei se você já assistiu "As vantagens de ser invisível", tem uma frase no filme que diz: "A gente aceita o amor que acha que merece" e se o Rafa se acha tão minúsculo a ponto de aceitar o Tropeço e te deixar ir embora, pior pra ele. Sinto muito por isso, mas não posso deixar de ficar feliz pelas 'n' possibilidades que podem abrir pra você agora q vc resolveu mudar. rs
Com relação ao boy novo: PQP! Q corpo. Hahahahahhahaha Ateh mais!