segunda-feira, fevereiro 11, 2013

a volta do Caçador

Sábado de carnaval, eu pensando na morte da bezerra quando meu Caçador me manda uma inbox no facebook se eu estava na cidade durante o carnaval. Respondi que sim e trocamos um breve bate papo e marcamos de ir pra um show que a Prefeitura está promovendo aqui na cidade durante os dias de carnaval. Reuni alguns amigos e marcamos de nos encontrar as 20h.

O Caçador veio até minha casa, me abraçou forte, esperou eu me arrumar e fomos para um barzinho, que estava vazio. Um casal de amigos chegou, os apresentei e ficamos conversando até dar a hora de nos encontrarmos no local do show. Bebemos alguns drinks (por último uma caipirinha incrivelmente forte) e fomos. Chegamos lá desandamos a tomar cerveja, lá pelas tantas ele começou a falar do tempo que passamos sem nos falar, do quanto me amava, que eu era até mais importante que os irmãos dele. Confesso que fiquei um pouco constrangido, mas tudo bem, fiquei ouvindo os elogios e desabafo.

Curtimos o show e voltamos de carona com o casal de amigos, que nos deixou no meu carro perto do barzinho que estávamos bebendo antes. Confesso que eu tinha bebido muito, mas não estava bêbado, estava ciente dos meus atos, meu Caçador também parecia bem até descer do carro. Ele olhou pra mim e disse que estava passando mal, tão logo eu perguntei se ele queria vomitar ele se agachou e vomitou no meio da rua. Melou a camisa e eu comecei a rir, perguntando o que ele bebeu pra ta passando tão mal. Vim pra casa e ele precisou praticamente ser carregado, passei seu braço sobre meu pescoço e o trouxe pra casa, sentei na minha cama e retirei sua blusa vomitada. Desabotoei sua bermuda e vi a grande mala em sua cueca azul apertada.

Meu Caçador ficava reclamando de que estava me dando trabalho, e eu doido pra responder que estava sendo um PRAZER. O convenci a tomar banho depois que ele vomitou mais duas vezes, eu ia dar banho nele de cueca mesmo, mas ele pediu pra ajudar a tirar. Seu pau estava meia bomba, mas devia ter quase 18cm, coloquei uma cadeira de plástico no box, ele sentou e liguei o chuveiro. Peguei o sabonete como pretexto de alisá-lo e ele deixou. Eu passei o sabonete por seu peitoral, barriga, pernas e coxas. Ele é um macho muito gostoso, ele reclamava de estar bêbado, não acreditando que tinha ficado bêbado com tão pouco. O enxuguei e aproveitei pra pegar no pau sobre a toalha, ele riu na hora, mas não falou nada. Vesti sua deliciosa e apertada cueca azul e ele deitou na minha cama. Fiquei olhando aquele homemzarrão deliciosamente deitado e deitei ao lado dele. Passei minha mão pelo seu pescoço, peito, barriga e finalmente pousei no pau, sobre a cueca. Ele estava meia bomba e senti pulsar. O abracei, beijei seu pescoço, ele riu. Beijou meu rosto, me abraçou forte e disse que me amava muito. Dormimos juntos.

Acordei na madrugada sentindo ele me abraçar por trás, fazendo um movimento de vai e vem, fungando no meu pescoço. Passei a mão por trás e vi que ele estava de cueca, alisei seu pau que estava muito duro e o tirei pra fora da cueca. Meu Caçador continuou sarrando em mim, abaixei meu short. Podia sentir a cabeça do seu pau já babado encostando na minha bunda. Pelo estado em que ele estava bêbado, sabia que não ia rolar muita coisa. Pensei em chupá-lo, mas fiquei com receio de ficar muito na cara que eu tava a fim e ele podia dizer que me aproveitei. Ficamos nessa sarração gostosa e ele dormiu.  Levantei meu short e dormi também. Acordei antes que ele e fui fazer o café da manhã, ele acordou, foi até a cozinha, de bermuda mas sem camisa, e disse logo que não lembrava de nada. Deixei quieto.

Passei uma tarde maravilhosa com o Rafa, Guto me ligou à noite. Muita coisa pra colocar em ordem e escrever aqui.

6 comentários:

Latinha disse...

Caraca... Jesus toma conta! Haja auto-controle e determinação! kkk

Brincadeira a parte, é complicado essas brincadeiras com quem a gente tem um carinho, ou tesão...

Um abraço!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

como perdes uma oportunidade destas ... se cu de bêbado não tem dono o q dizer da neca eim??? rs

bjão

FOXX disse...

ah não!
não lembra de nada?
mas... se ele não lembra, vc lembra, e sabe que ele gosta da fruta, não seria a hora de investir?

Otávio disse...

nossa, mas já deu pra ver que ele gosta mesmo né.. acho que vc deveria tentar.

Raphael Martins disse...

Vc vai pro céu. Fato... rs

Fred disse...

Impossível não apelar para o trocadilho: um dia é da caça e o outro do caçador... hahahaha! Bjos!